Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Sedetur reabre centros de atenção ao turista no Estado

Publicação:

Logo Sedetur Máscara
-

Os Centros de Atenção ao Turista (CATs), que já foram mais de 90 unidades espalhadas pelo Rio Grande do Sul, passam a receber atenção especial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do RS (Sedetur). A pasta anunciou nesta terça-feira (21) a reabertura de CATs nas cidades de Cambará, Porto Xavier, São Francisco de Paula, São José dos Ausentes e Torres. As cinco unidades somam-se a outras duas em atividade nos municípios de Porto Alegre.

Locais de acolhimento e suporte aos visitantes do Rio Grande do Sul, os Centros de Atenção ao Turista são administrados pelo Governo do Estado, por meio da Sedetur, em parceria com os municípios conveniados.  "A reabertura de postos de atendimento ao turista faz parte da estratégia de curto prazo da Secretaria para colaborar na retomada do turismo regional”, disse Rodrigo Lorenzoni.

Nos CATs, os visitantes recebem informações seguras dos mais variados pontos turísticos, inclusive rurais, das localidades, além de materiais informativos gratuitos de pontos de visitação, como parques, praças, museus, eventos culturais e gastronômicos.

Conforme o secretário, a Sedetur está em processo de repactuação com outros 12 municípios para retomar os CATs. “Estamos diante de um período extremamente delicado para o setor. Não sabemos quando iremos superar de forma plena a retração do segmento em função da pandemia, mas estamos trabalhando para que o turismo gaúcho saia forte da crise”, projetou Lorenzoni.

Atrelado à reativação dos Centros, a Sedetur também está trabalhando para liberar cerca de R$ 6 milhões para municípios poderem reequipar pontos turísticos. O recurso é oriundo da Consulta Popular. “A verba possibilita que sejam reformados pórticos, praças, placas de sinalização e outros itens importantes para criar um ambiente acolhedor na cidade”, explicou Lorenzoni.

Por fim, o Estado dispõe de duas linhas de crédito específicas para o Turismo concedidas pelo Badesul e pelo BNDES para empresas e municípios manterem seus negócios. Lorenzoni acredita que, juntas, as medidas serão instrumentos fundamentais para oferecer suporte ao turismo gaúcho e às pessoas que sobrevivem dele.

Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo